Educação Financeira para todos

A falta de capacitação, de conhecimento em gestão, de domínio técnico da área de negócios ou ainda de capital de giro está entre as causas mais comuns que levam empresas, principalmente às de pequeno porte, a encerrar as suas atividades. 

Franquia ou negócio próprio

E é justamente por esse sentimento de falta de assessoramento técnico que, na hora de abrir uma empresa, cada vez mais empreendedores têm optado pela franquia, em vez do negócio próprio. A decisão sobre qual é a melhor escolha, no entanto, está diretamente ligada ao perfil do empreendedor, bem como às metas que ele estabeleceu.

Antes de tomar essa decisão, uma análise criteriosa é necessária. Veículos de comunicação segmentados, contatos com empresários, consulta a especialistas e uma vasta pesquisa sobre as peculiaridades de cada tipo de negócio são boas orientações para o empreendedor evitar o risco de fracasso.

Franquias
As franquias oferecem a perspectiva de sucesso de um negócio já experimentado, com uma marca, muitas vezes, já consagrada no mercado. Ao optar por um negócio com essa proposta, o empreendedor também terá apoio técnico e operacional para ter um diagnóstico mais completo do mercado e realizar pesquisas e projetos sobre viabilidade, público-alvo e perspectivas para cada região, o que, muitas vezes, é oneroso demais para quem atua individualmente.

Em geral, os franqueadores também contribuem com a instalação do ponto, inclusive nos detalhes visuais, como comunicação e arquitetura. Isso ocorre porque o negócio de franquia é padronizado, buscando reproduzir, em todas suas unidades, uma identidade de marca, comunicação e atendimento.

Quem optar por essa modalidade de negócio também conta com o benefício de compras em maior escala, quer dizer, os volumes de bens comprados são maiores, aumentando o poder de barganha com os fornecedores. Os custos também ficam reduzidos quanto à divulgação, já que o modelo de marketing e propaganda é, muitas vezes, estabelecido pela marca em âmbito nacional.

Aderindo ao sistema de franquia, o empreendedor contará ainda com modelos de gestão, práticas, negócios e ideias já aplicados em outras unidades, o que reduz o seu potencial de risco ao administrar dificuldades ou dúvidas.

Se você é um empreendedor dinâmico e tem dificuldades de se prender a modelos e fórmulas de negócios, no entanto, talvez, a franquia não seja a melhor escolha. Isso porque nesse tipo de negócio há uma restrição bastante grande do mercado e da criatividade do franqueado. Além disso, há um excesso de controle externo pelo franqueador, muitas vezes com a realização de auditorias periódicas nas unidades, para analisar se o modelo proposto pela rede está sendo seguido pelo franqueado.

Voo solo
Quem optar pela flexibilidade do negócio próprio deve manter ainda mais o foco no planejamento e na execução de um plano estratégico, já que, excetuando-se consultorias e assessorias como o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), a responsabilidade estará toda nas costas do próprio empreendedor.

Muitas vezes, a opção é boa para quem já tem alguma expertise em determinado mercado. Se você atuou no ramo de vestuário, por exemplo, já conta com conhecimento de mercado e experiência para atuar nesse nicho. Além disso, ter acesso a fornecedores, sistemas e até macetes da área não é um processo tão oneroso.

Sem contratos com instâncias maiores (como no caso do franqueado), operar um negócio próprio requer um perfil dinâmico para lidar com as dificuldades que podem surgir. Por outro lado, esse perfil pode ser útil para tornar a operação mais flexível, maleável e mudar a lógica da gestão do negócio, divulgação e vendas de acordo com as suas próprias percepções ou apostas.

Inerente à flexibilidade de desenvolver um negócio próprio é a liberdade para administrar horários, prazos, custos, demandas e processos. Enquanto em uma franquia o modelo de negócio determina exatamente os passos que o empreendedor deve dar, ao atuar em um negócio individual, o empreendedor conta, por exemplo, com a possibilidade de adiar o pagamento de uma fatura, em detrimento de outra, ou mudar o horário de funcionamento de seu estabelecimento, em uma ocasião extraordinária franquia.

Franquia ou negócio próprio

Compartilhar