Educação Financeira para todos

Emprego garantido! Hora de pensar no guarda-roupa: homem ou mulher, é preciso caprichar no visual. A imagem não é tudo, mas ajuda muito no seu crescimento profissional, certo? Muito mais do que vaidade, o fato de se adequar ao meio em que irá trabalhar mostra respeito à empresa.

Como se vestir?

No primeiro dia, Para não exagerar na dose, procure se espelhar nas pessoas que encontrou durante sua entrevista. Desta forma, já terá uma boa base do perfil da empresa. Algumas companhias, no processo de integração dos novos funcionários, costumam passar algumas regras, que incluem o dress code.

Caso o seu local de trabalho não tenha esta prática, observe bem à sua volta e tenha bom senso. Agências de comunicação e empresas de tecnologia costumam ser mais descoladas, mas isso não é motivo para exagerar na descontração.

Por outro lado, se os funcionários trabalham de calça e camisa social, não há necessidade de você gastar dinheiro com terno e gravata.

O mesmo vale para as mulheres: se a fórmula calça e "blusinha" funciona, não há porque comprometer todo o salário que você ainda nem recebeu com tailleur, saias e sapatos Luis XV!

Aposte no básico
Num ambiente mais, ou menos, formal, você precisará de "coringas" no armário. São aquelas peças de roupa que combinam com tudo e que, com criatividade, formam novas (e econômicas!) composições.

Se necessário comprar terno, opte pelas cores neutras, caprichando nas gravatas, mas sem escolher nada muito chamativo. Caso contrário, as pessoas vão acabar contando quantas vezes você já repetiu a tal peça.

O mesmo vale para as camisas: nada de exagero! Para os sapatos, homens e mulheres devem ter, primeiro, os pretos e marrons no armário. Além de bastante discretos, combinam com tudo!

Tanto para homens quanto para mulheres, a compra de um blazer pode representar um bom investimento. Uma peça clássica, em tom neutro, dificilmente sairá de moda e poderá ser usada por muitos anos, em diferentes ocasiões.

As mulheres podem optar por saias e vestidos, sem exageros: nada de peças curtas ou decotadas. Compre poucas peças, que possa compor e intercalar.

Na hora da compra
Seja bastante criterioso, pechinche e evite comprar qualquer peça por impulso. Analise com atenção a utilidade de cada peça: monte "conjuntos" na loja, verificando quais os artigos que lhe garantem mais combinações.

Com criatividade, você poderá inventar um "look" diferente, barato e elegante: lenços, cintos, colares, bolsas e outros acessórios podem ajudar bastante.

Para prevenir o erro, evite: roupas esportivas, decotes e fendas, roupas justas e curtas, cores e estampas contrastantes, bijuterias em excesso, peças transparentes, bordadas ou com brilho.

É possível economizar na hora da compra: fique de olho nas promoções de virada de estação ou queima de estoque. Com muita observação e critério, você poderá encontrar verdadeiros "tesouros" a um custo bem menor.

Como se vestir?

Compartilhar