Educação Financeira para todos

O termo independência financeira é usado basicamente em duas situações: quando o jovem começa a trabalhar e busca assumir suas contas, sem a ajuda dos pais ou do responsável e, mais adiante, quando o profissional pretende viver dos recursos acumulados ao longo da vida, seja para se aposentar ou para investir em novas alternativas (abertura de uma empresa, por exemplo).

Veja como conquistar sua independência financeira

Para as duas situações, o caminho é organizar as finanças e planejar, com dedicação, disciplina e estratégia. Deixar de depender dos pais é um processo gradativo: você começa pagando parte da faculdade, depois integralmente; passa a ajudar nas contas da casa onde moram, investe na sua carreira enquanto reside com os pais até, um dia, decidir seguir sozinho, seja dividindo despesas com amigos em uma república, alugando ou comprando seu primeiro imóvel.

Viver sem depender da renda do salário já é algo mais complicado, que requer maior esforço, tempo e um planejamento financeiro muito bem feito para acontecer.

O ideal é começar a poupar desde muito cedo, regularmente, mesmo que pouco no início, buscando alternativas de investimento que façam seu dinheiro crescer e protegendo-o dos efeitos da inflação, sempre de olho no longo prazo. Isso lhe permite arriscar mais, em busca de opções mais rentáveis e vantajosas, revendo estratégia e corrigindo sua rota, em caso de perdas no caminho.

Aos poucos, com seu objetivo bem definido, suas finanças sob controle e uma remuneração melhor diante do avanço em sua carreira, você pode intensificar o valor poupado. Quanto mais recursos você conseguir acumular, melhor!

Primeiro, invista em você
Planejadores financeiros recomendam que, sobretudo no início da carreira, é importante criar o hábito de poupar dinheiro, mas sem deixar de investir em seu aperfeiçoamento profissional: seja um curso de curta duração, o aprendizado de um novo idioma, uma pós-graduação etc. Priorize este tipo de investimento pessoal. Com um currículo diferenciado, certamente sua carreira vai decolar mais rápido.

Entenda o resultado, na ponta do lápis
Se você tem 18 anos e dispõe de R$ 100 por mês para poupar, com 60 anos terá guardado cerca de R$ 465 mil, considerando um investimento conservador, com rentabilidade de 0,7% ao mês.

Agora, se você tem 40 anos e só agora resolveu começar a poupar, considerando o exemplo anterior, conseguirá poupar pouco mais de R$ 60 mil aos 60 anos. Para chegar perto dos R$ 465 mil, teria que dispor de mais de R$ 750 por mês.

Veja como conquistar sua independência financeira

Compartilhar