Educação Financeira para todos

O aluguel de ações é também conhecido como “empréstimo de ações”. Basicamente, significa ceder suas ações por determinado tempo, para que outro investidor as utilize para fazer transações. Qualquer investidor em ações, pessoa física ou jurídica, pode optar por este serviço. 

Aluguel de ações

Para alugar, o acionista entra em contato com sua corretora e informa que quer disponibilizar suas ações para aluguel. Assim, poderá receber algum capital.

Veja, passo a passo, como funciona, com informações da BM&FBovespa:

  • o investidor procura uma corretora e firma contrato, disponibilizando suas ações para empréstimo;
  • a corretora faz o intermédio entre o investidor que deseja emprestar as ações (doador) e o investidor que deseja tomar as ações emprestadas (tomador);
  • o investidor doador transfere temporariamente suas ações para o investidor tomador, por meio do BTC – Banco de Títulos da CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia), estabelecendo um prazo de carência para devolução e um prazo máximo para empréstimo;
  • a qualquer momento, o investidor doador pode consultar a posição de ações que emprestou por meio do CEI – Canal Eletrônico do Investidor;
  • como as ações estão emprestadas, o investidor doador não participa de assembleias da companhia durante o prazo do empréstimo 

Fonte:
BM&F Bovespa
http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/servicos/emprestimo-de-ativos/informacoes-1.htm

Portal do Investidor/CVM
http://www.portaldoinvestidor.gov.br/menu/Menu-Investidor/funcionamento-mercado/emprestimo-acoes.html

Aluguel de ações

Compartilhar