Educação Financeira para todos

Quando se fala em segurança e tecnologia, existem diversas ferramentas e serviços disponibilizados aos lojistas para proteger os dados de seus clientes e evitar prejuízos. 

Ferramentas e serviços

No comércio eletrônico, onde o meio de pagamento mais utilizado é o cartão de crédito, os varejistas têm entre as soluções de segurança o código CVV2, um número de três dígitos encontrado ao lado do campo de assinatura, muito útil para confirmar se quem realiza a compra está fisicamente de posse do cartão ou apenas com o número dele.

Assim, se por meio de um golpe um fraudador teve acesso ao número do cartão de outra pessoa, mas não sabe o código de segurança, ele não consegue utilizá-lo indevidamente. O lojista pode ainda contar com o serviço de confirmação de endereço, para saber se o titular do cartão forneceu o endereço de faturamento correto, associado à conta.

Outro serviço disponível ao varejista virtual é o de verificação de autenticidade de titular do cartão, que pede ao dono do plástico para digitar uma senha pessoal de verificação, atuando como um nível extra de proteção. Toda a operação é feita em uma página de autenticação que fica sobre a própria página da loja, o que elimina o redirecionamento da pessoa para fora do site, evitando problemas com phishing, bloqueio de pop up ou ainda abandono da compra no meio da transação.

Já para os comerciantes de lojas físicas, os cartões com chip, que requerem senha para serem utilizados, são uma das alternativas mais eficientes para se prevenir contra fraudes.

Ainda assim, é recomendável que o lojista sempre verifique se o terminal de pagamento está protegido contra adulteração. As manutenções das máquinas também só devem ser realizadas por agentes autorizados da credenciadora, com agendamento prévio e confirmação no momento da visita. Caso desconfie de algo, o comerciante deve comunicar imediatamente a credenciadora.

Além desse cuidado, antes de utilizar ferramentas e serviços, o lojista pode verificar se determinado aplicativo de pagamento funciona de acordo com as exigências de segurança do setor, consultando uma lista de softwares validados. Essa listagem é divulgada e mantida pelo PCI Council, um fórum aberto global que visa aprimorar, desenvolver, implementar e difundir os padrões de segurança para a proteção dos dados de contas.

No caso dos cartões que não dispõem da tecnologia do chip, o lojista deve confirmar se a assinatura do recibo de pagamento corresponde à do titular do cartão.

Informações:

PCI Security Standards Council
https://pt.pcisecuritystandards.org/minisite/en/

Ferramentas e serviços

Compartilhar