Educação Financeira para todos

Realizar o planejamento da viagem com antecedência e evitar a alta temporada são ótimas dicas para quem deseja gastar pouco. Mas, nem todos têm disponibilidade para viajar em datas alternativas. Ainda assim, é possível ter uma experiência inesquecível e ficar dentro do orçamento de férias.

Dicas de viagem para aproveitar as férias sem gastar muito

Sugestões para ter férias baratas e com pouco dinheiro:

  • Estabeleça um orçamento de viagem realista

Quanto vou gastar na viagem? É importante definir de forma realista o quanto poderá ser gasto na viagem. Feito isso, comece uma ampla pesquisa sobre as atrações que o destino oferece e seus custos. Selecione aquelas que fazem sentido de acordo com suas preferências.

Evite os sustos com a fatura do cartão de crédito, estabelecendo uma meta de gastos de viagem e seguindo-a criteriosamente. O cuidado deve ser ainda maior em viagens internacionais, em que as compras estão sujeitas à variação do câmbio e à cobrança de IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros).

  • Programe sua viagem conversando com quem conhece

Quanto mais você souber sobre o local que está visitando, maiores serão suas chances de economizar na viagem. Para fugir de ciladas, entre em fóruns de viagens para conhecer a avaliação média dos visitantes que já conhecem o lugar, ou faça uma pesquisa entre amigos.

Há muitas dicas de como se divertir nas férias com pouco dinheiro: passeios gratuitos em determinados dias da semana, hospedagens mais baratas em cidades vizinhas, moradores locais que abrem suas portas para oferecer refeições típicas, lugares ainda pouco explorados pelo turismo etc.

  • Procure traçar rota de viagem para reduzir despesas com transporte

Pensar na logística na hora dos passeios é fundamental para aproveitar o acesso a atrações que estão próximas umas das outras.

Alugar um carro, contratar um transfer, utilizar taxi e aplicativos, transporte marítimo ou o transporte público? Depende. Cada local apresenta uma realidade e pesquisar é fundamental. Imagine alugar um carro para explorar determinada região, e descobrir que tudo pode ser feito facilmente a pé?

As possibilidades de economia são diversas: companhias áreas possuem convênios atrativos com locadoras, o transporte público pode ser tão eficiente quanto a contratação de um transfer, há diferença entre pegar um taxi na porta do aeroporto ou a dois quarteirões de distância etc.

  • Equilibre os gastos com alimentação

Como é comum passar a maior parte do dia passeando, tenha sempre, na sua mochila, água e pequenos lanches. Nos pontos turísticos, esses produtos costumam ficar bem mais caros.

O almoço costuma ser mais barato que o jantar. Uma boa saída é tomar um café da manhã bem reforçado, postergar um pouco o horário do almoço e optar por um lanche mais leve no jantar. Se decidir investir no jantar, escolha economizar nas outras refeições. Assim, você não deixa de aproveitar nada!

  • Corte os gastos supérfluos

Todo mundo quer levar uma lembrança do lugar, mas o caminho é pensar na utilidade do que está comprando. Muitas coisas acabam encostadas em um canto qualquer e têm um peso significativo no orçamento da viagem.

O uso do celular deve ser descartado, por conta das elevadas tarifas. Cogite comprar um chip local (em viagens internacionais) ou usar comunicação via internet, seja por voz ou imagem.

Dicas de viagem para aproveitar as férias sem gastar muito

Compartilhar