Educação Financeira para todos

Que tal dividir os trabalhos domésticos? Lavar a roupa, cuidar do jardim, limpar a casa e, naturalmente, muitas responsabilidades financeiras diferentes. Quem fica responsável por controlar os gastos do dia-a-dia? Quem vai pagar quais contas? Quem vai acompanhar os investimentos?

Finanças a dois

Não é preciso, necessariamente, dividir tarefas e assumir propriedade exclusiva sobre elas. Basta estabelecer algum sistema para que essas importantes tarefas sempre sejam feitas. Elas podem ser divididas por pontos fortes e pontos fracos ou ser delegadas aleatoriamente por meio de um sorteio. Não se trata de quem é o melhor em assuntos financeiros, e sim de os dois tomarem conta juntos de suas responsabilidades comuns. 

Mude seus beneficiários
Examine cada um de seus investimentos e seguros que preveem beneficiários - planos de aposentadoria, planos de saúde, seguro de vida etc. - e reveja os nomes mencionados em cada uma delas. Não deixe de adicionar seu novo cônjuge como beneficiário, se você quiser que ele ou ela receba esses fundos futuramente. 

Reveja seu seguro
Sua situação de vida mudou e sua cobertura de seguro provavelmente não mudou. Seu cônjuge pode ter também algumas apólices de seguro (casa, carro etc.). Compare-as para ter certeza de que elas não se sobrepõem, o que geralmente significa perda de dinheiro. Combine coberturas onde puder.

Mudança de nome
Se você estiver mudando seu nome em consequência de seu casamento, será necessário alterar seu nome em vários documentos, como CPF, carteira de identidade, carteira de motorista, passaporte e título de eleitor, junto aos órgãos competentes, o mais rápido possível.

Feita a troca, será preciso comunicar o banco em que você possui conta corrente, as administradoras de cartão de crédito, as seguradoras e a empresa em que você trabalha, entre outros.

Estabeleça um orçamento
É de se esperar que cada um de vocês tivesse um orçamento mensal ou anual, que tenham usado na vida de solteiros. Essa é a ocasião de atualizar e combinar esses orçamentos para refletir sua nova situação de vida em comum.

Juntos ou separados?
Embora o casamento os mantenha juntos agora, vocês ainda podem querer agir separadamente em algumas áreas:

  • Contas bancárias:vocês terão de decidir quanta autonomia financeira querem ter. Podem manter contas bancárias separadas e dividir as contas que precisam pagar. Isso dará a cada um de vocês algum dinheiro para gastar livremente. 

Outra opção é colocar toda a renda de vocês em uma só conta, e pagar todas as contas com ela. Essa opção exige alguma habilidade, tendo certeza de que não estão gastando demais o dinheiro da família de maneira individual. É possível ainda um método combinado. Mantenham uma conta conjunta, enquanto alocam dinheiro em contas individuais para gastos pessoais. 

Caso vocês resolvam manter uma conta conjunta, não deixem de fazer o acompanhamento de suas transações cuidadosamente e de comunicá-las a seu cônjuge. Com dois indivíduos usando uma só conta, pode ser difícil fazer acompanhamento do fluxo de caixa. 

  • Cartões de crédito:caso optem por uma conta conjunta, os cartões de crédito separados podem ser uma boa maneira de dividir os gastos pessoais de cada um das despesas comuns.
Finanças a dois

Compartilhar