Atualização de privacidade

Lançamos nosso Centro de Privacidade e atualizamos o Aviso de Privacidade. Saiba mais. >

Educação Financeira para todos

Finanças da Família

Cuidar de uma família envolve muito planejamento, visando controlar o orçamento, conciliar despesas e objetivos e, ainda, pensar no futuro. Aqui você encontra uma série de calculadoras que irão ajudá-lo a cuidar de suas finanças.

A principal característica dessas despesas é justamente a urgência: você precisa do dinheiro rápido e não há muito como protelar.

Planeje-se
Para se garantir neste tipo de situação é preciso se planejar, construindo uma reserva de emergência.

Caso contrário, sua única alternativa pode ser vender um bem ou recorrer a um financiamento.

A pergunta que surge é: quanto exatamente separar para este tipo de emergência? Não existe uma regra precisa, tudo depende do seu padrão de vida. Em geral, o que se recomenda é ter um fundo equivalente a pelo menos três meses de despesas correntes. Assim, se seus gastos mensais correntes são de cerca de R$ 700, o fundo deve ter pelo menos R$ 2,1 mil.

Assumindo que a emergência tenha sido causada pela perda de emprego, é preciso analisar como anda o mercado de trabalho na área em que você atua, de forma que possa estimar o tempo necessário para se recolocar. 

Como o tempo médio para encontrar um emprego pode superar os seis meses, ao montar seu fundo de reserva vale a pena ser bastante conservador. Assim, deixar separado o equivalente a seis meses de despesas pode ser o ideal, o que no exemplo acima equivale a algo como R$ 4,2 mil.