Educação Financeira para todos

28 de junho de 2019

Como economizar nos gastos de manutenção da casa?

O "faça você mesmo" é sempre boa alternativa para ter serviços com qualidade e economia. Afinal, quem melhor do que você para cuidar da sua casa com carinho?

Para isso, é preciso ter perfil, habilidade. Se você gosta dessas tarefas, pode começar a aprender e ter, em casa, ferramentas para ajudar nesses pequenos reparos: trocar a resistência do chuveiro elétrico, trocar lâmpadas, descobrir e solucionar pequenos vazamentos e consertar alguns eletrodomésticos, colocar ou trocar lustres e ventiladores de teto, pendurar quadros, instalar suportes de TV e pequenas prateleiras, montar moveis, pintar paredes, desentupir pias etc.

Muitas vezes, é possível encontrar uma solução sem precisar chamar um profissional, o que pode terminar em um resultado mais rápido e que pesa menos no bolso. Até mesmo quem não tem muita habilidade com os afazeres domésticos pode se fazer valer de um kit essencial para ter em casa que pode ajudar nos casos de emergência.

Caixa de ferramentas
Para realizar as tarefas de manutenção, é importante ter em casa uma caixa de ferramentas razoavelmente equipada. Itens que não podem faltar: martelo, chaves de fenda, chaves Philips e chave inglesa, alicates (um que corte fios, cabos e arames, e outro que aperte e retire pregos), trena, furadeira, brocas, pregos e parafusos, fita isolante, veda-rosca (usada para vazamento em canos) e fita crepe (multiuso). Tenha também lanterna, pilhas, extensão e benjamins. Caso você tenha chuveiro elétrico e/ou torneira elétrica, guarde em casa resistências, para troca. Você precisa também de escada, tanto para limpeza, quanto para consertos em locais mais altos.

Saiba como manter sua casa sempre em ordem e realizar pequenos consertos sem gastar muito

Saiba quando buscar ajuda
Há tarefas mais complexas que pedem ajuda profissional. É o caso do portão eletrônico, da limpeza das caixas d´água ou eventuais problemas no telhado, que ocasionam as goteiras, por exemplo. Nessas situações, é melhor você contratar alguém.

O mesmo vale para entupimentos, vazamentos e questões elétricas. Tenha consciência, respeite seus limites e chame ajuda quando precisar. Há diversas questões onde o barato pode sair bem caro, então cuidado na escolha do profissional! O conceito de “faz tudo” é bem arriscado para questões de hidráulica e elétrica.

Casa ou apartamento?
Quem não tem muita habilidade e nem paciência para tarefas de manutenção pode se dar melhor morando em apartamento, pois os cuidados neste caso tendem a ser menores, em comparação a uma casa. Em contrapartida, os gastos são maiores, já que você paga mensalmente um condomínio. A saída é listar os prós e contras, considerando o seu perfil e de quem mais mora com você.

Facilidades das seguradoras
Algumas seguradoras oferecem alguns serviços gratuitos de manutenção residencial, quando você contrata um seguro de carro, por exemplo, para fidelizar o cliente, disponibilizando algumas vantagens que diferenciam seu seguro em relação à concorrência.

Para que a contratação do seguro seja mesmo vantajosa, leia muito bem todas as condições de uso antes de assinar qualquer documento. Verifique se há limite de chamados, quais situações de manutenção não se aplicam, condição para compra de peças necessárias ao reparo, prazo de atendimento e outras informações importantes.

Links relacionados:

Casa ou apartamento?
http://financaspraticas.com.br/planejar/fases-da-vida/compra-e-aluguel-do-imovel/casa-ou-apartamento

Reformar ou mudar?
http://financaspraticas.com.br/planejar/fases-da-vida/compra-e-aluguel-do-imovel/ampliar-a-casa-ou-mudar-para-uma-maior-como-decidir

Morar sozinho ou não?
http://financaspraticas.com.br/planejar/fases-da-vida/organizacao-financeira-para-universitario/morar-sozinho-ou-nao

Compartilhar


Compartilhar